sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

É sexta feira...trabalhei a semana inteira, no bolso não trago um tostão...alguém me arranja emprego bom,bom,bom,bom,já,já,já,já...é sexta feira, quero ir para a brincadeira...
Finalmente...mas hoje é Dia de S.Valentim...aquele dia tão esperado por uns e tão abominado por outros...mas por parvoíçe do português! Dia de S.Valenim é dia do amor. Amor tem-se por muita gente. Digo eu... mas geralmente sentimos diversos tipos de amor... amor aos pais, amor aos filhos, amor ao cão, amor aos amigos...amor aos que já não estão entre nós e que fizeram tanto por nós... and so on, and so on... por isso não sei porque havemos de nos limitar ao Dia dos Namorados.


quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Hoje já é quinta-feira... Já devia era ser sexta. Realmente assim não vivemos... Só a desejar a sexta feira e depois o fim de semana. Que vida! Mas passamos o tempo no trabalho e depois em casa andamos a correr nem dá para respirar. Como é que uma pessoa pode ter alguma produtividade no trabalho assim? Passamos o dia a pensar: quando chegar a casa tenho de fazer isto, e aquilo...e ainda aquilo. E depois acabamos por não fazer nada porque não há tempo. Logo logo é hora de voltar para o local de trabalho e passar mais um dia a pensar no que falta fazer em casa... Vida esta...


quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Pessoalmente acho que todos nós deveríamos pertencer a algum grupo de discussão. Acho que toda a gente deveria ter reuniões ao fim do dia onde poderia chegar lá e falar,falar,falar...falar do que bem apetecesse. Como foi o dia...o que correu bem e o que correu menos bem, etc... Bem, algumas pessoas privilegiadas têm essa possibilidade quando chegam a casa. Têm uma família com quem podem conversar...e contar o seu dia-a-dia. Mas actualmente são raros os casos em que isto acontece. Já ninguém tem tempo para ouvir os problemas dos outros... e fazia-nos bem deitar para fora, não é? 
E ouvir os problemas dos outros. Provavelmente iria fazer-nos crecher como pessoas e perceber que as outras pessoas também têm problemas e dias maus...
Mas por outro lado, onde é que há tempo para isso? Eu não teria...mas fazia bem...que dualidade de sentimentos... E se fosse algo que estivesse integrado no horário de trabalho? Mas aqui surgia outro problema. É que nas reuniões estariam os colegas de emprego e não poderiamos expressar algo que corresse menos bem com algum colega de trabalho... E agora? Nós realmente somos muito mesquinhos...

ÉÉÉÉÉ!!!!!


E eu a pensar que já não tinha Blog...afinal cá está ele!!! :-) Eu a pensar em criar novamente um espaço para poder em parte desabafar as minhas futilidades do dia-a-dia e afinal nem preciso de ter esse trabalho extra porque ele ainda aqui está. Boa! :-)

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Ontem tive um dia bem angustiante. Mas pensando bem resultou de um rol de situações ínfimas às quais se vai dando importância supéflua, se vai perdendo tempo com assuntos medíocres, e a vida a passar, os minutos a passar por nós e nós nesta vida sem sentido...
Porque somos nós tão complicados e tendemos a complicar as coisas mais simples que se nos deparam?
Quem não tem problemas inventa-os...preocupa-se com ninharias quando devería preocupar-se com algo mais importante como a crise por exemplo...como ir fazer crochet...ir calçar as pantufas ou a actriz da novela que não procedeu bem...Para quê dificultar as coisas? Não era suposto tentar ultrapassar as situações e tentar que fosse com um sorriso na cara? Como havemos nós de andar com um sorriso na cara se anda meio mundo a tentar enganar a outra metade...
Em vez de agradecer-mos o dia que nos é dado e os minutos que ainda temos para viver preferimos perder tempo a magoar o vizinho. Boa Mike!!!

terça-feira, 13 de abril de 2010